Pequenos confeiteiros, grandes corações

A ideia partiu da pequena Laura Ribeiro Magula, de 10 anos. Ela que adora confeitaria quis fazer bolos para uma causa humanitária. “A ideia original era ajudar famílias carentes no Brasil, mas quando a guerra começou, sentimos que precisávamos ajudar os ucranianos”, contam Karina Marsh e Alexandra Ribeiro Magula, criadoras do projeto Little Bakers, Big Hearts.

Já aconteceram 14 vendas de bolos nas redondezas de Woking com dinheiro todo destinado aos refugiados de guerra do país vizinho. 35 crianças estão envolvidas no preparo e na venda dos doces.

O projeto recebeu um certificado de reconhecimento (Certificate of Gratitude) entregue diretamente pelo Lord de Surrey, Michael More-Molyneux e sua esposa Sarah. O evento aconteceu no dia 07/05 e rendeu espaço até na mídia local de Surrey, que fica ao sul de Londres.

A ideia partiu da pequena Laura Ribeiro Magula, de 10 anos

A seguir, a entrevista que Karina Marsh e Alexandra Ribeiro Magula concederam ao jornal.

Notícias em Português – Como surgiu o projeto?

Karina Marsh e Alexandra Ribeiro Magula – O projeto Little Bakers, Big Hearts surgiu a partir da ideia de Laura Ribeiro Magula, de 10 anos, que gosta muito de confeitar e disse que gostaria de vender bolos para angariar fundos para caridade. A ideia original era ajudar famílias carentes no Brasil, mas quando a guerra começou, sentimos que precisávamos ajudar os ucranianos. E assim organizamos as primeiras vendas com um grupo de amigos próximos.

Quantas crianças hoje participam das ações e de que nacionalidades?

Até o momento, nosso time conta com 35 Little Bakers e somos um grupo multicultural com brasileiros, ingleses, italianos, poloneses, gregos, espanhóis e indianos. A idade das crianças vai de 5 a 14 anos de idade.

O projeto recebeu um certificado de reconhecimento do Lord de Surrey Michael More-Molyneux e sua esposa Sarah

As crianças apenas vendem ou também preparam os cupcakes e doces?

As crianças participam de todo o processo: produção de cartazes e flyers para divulgação, panfletagem na vizinhança, confecção de bolos e doces, vendas e muitas vezes vão aos supermercados ajudar nas compras dos mantimentos. Elas fazem tudo isso com um sorriso no rosto!

Quantas cake sales já ocorreram?

Já aconteceram 14 cake sales, organizados por diversas famílias. Começamos no dia 12 de março com 3 vendas simultâneas em diferentes vizinhanças de Woking e a última aconteceu no dia 05 de junho. No momento não temos outra venda agendada.

O que é feito do dinheiro arrecadado?

O dinheiro arrecadado é usado para comprar alimentos não perecíveis, fralda, fórmula para bebês etc. Esses são levados para a Ucrânia e entregues a famílias necessitadas e desalojadas pela guerra. O transporte das doações é organizado por outro grupo local de voluntários – Souls4Good.

O que percebem no comportamento das crianças que participam dessas ações solidárias?

As crianças estão cientes da guerra e sabem que há outras crianças da idade delas sofrendo e que precisam de ajuda. O fato delas poderem ajudar de alguma forma, as deixa muito motivadas, felizes e orgulhosas. É muito gratificante para eles poder ir ao supermercado comprar as doações com o dinheiro que eles arrecadaram e ver fotos dos itens sendo entregues na Ucrânia. Com certeza tem sido uma experiência riquíssima para todas as crianças envolvidas e tem os ensinado que com boa vontade e esforço, sempre podemos ajudar ao próximo.

Como explicam para as crianças sobre a urgência e a importância dessas doações para um país em guerra?

Explicamos que a situação que eles estão vivendo é muito triste e que muitas pessoas precisam de ajuda imediata com coisas básicas para sobrevivência – como comida – e que temos que ajudar o mais rápido possível. Que muitas vezes mesmo que as pessoas tenham dinheiro para comprar mantimentos, eles podem não estar disponíveis pela situação de guerra. A mensagem que tentamos passar é que elas podem fazer a diferença na vida de muitas pessoas com dedicação e esforço.

Leia mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.