Número recorde de crianças a fazer a perigosa travessia do Canal da Mancha

Por Maria Victoria Cristancho

Números recordes de crianças estão fazendo a perigosa travessia do Canal em pequenos barcos, mostram pesquisas enquanto Priti Patel lançava uma campanha para deter os migrantes.

As instituições de caridade acreditam que mais crianças e mulheres podem ter sido encorajadas a fazer a perigosa jornada de 21 milhas ainda que haja a crença de que não serão deportadas para Ruanda, uma política que tem visado principalmente os jovens migrantes masculinos.

Citam cerca de 1000 crianças desacompanhadas que cruzaram o Canal nos primeiros cinco meses deste ano, um número que só foi alcançado após nove meses do ano passado. Já foram pelo menos 100 em junho.

Isto acontece exatamente quando a Ministra do Interior está revelando uma campanha de mídia social para advertir os migrantes no norte da França e na Bélgica de que mesmo que sobrevivam à perigosa travessia e cheguem ao Reino Unido, “eles poderiam ir para Ruanda”.

As autoridades disseram que somente as crianças desacompanhadas serão isentas.

Pierre Roques, gerente da instituição de caridade L’Auberge des Migrants, disse que o clima quente e ensolarado e os mares calmos também estavam por trás do aumento do número de mulheres e crianças. Pelo menos 900 migrantes cruzaram o Canal esta semana, elevando o total deste ano para 11 000, o dobro do total do ano passado ao mesmo tempo.

À meia-noite de quarta-feira (15/06), o prestigioso jornal Telegraph disse ter testemunhado 43 migrantes, incluindo pelo menos uma dúzia de crianças menores de 10 anos e um bebê, chegarem à praia Dungeness em Kent depois de serem resgatados por um bote salva-vidas RNLI.

A campanha do Home Office visa combater as reivindicações das quadrilhas de tráfico humano de que o acordo com Ruanda nada mais é do que uma “tática de medo” ou uma “ameaça vazia”, mesmo que os voos possam ser adiados por pelo menos dois meses até que uma revisão judicial determine se a política é legal.

Seguiu-se à intervenção da Corte Europeia de Direitos Humanos, na terça-feira, que pôs em terra o primeiro voo para Ruanda depois de manter uma contestação legal de um requerente de asilo iraquiano de 54 anos que chegou à Grã-Bretanha em um pequeno barco há menos de um mês.

Os anúncios no Facebook e Instagram terão como alvo os migrantes em suas línguas nativas: árabe, curdo, pachto, vietnamita e farsi.

Em um deles, acima de uma foto de um barco sobrecarregado em frente aos penhascos brancos de Dover, diz: “Chegue ilegalmente ao Reino Unido e você pode ir para Ruanda”.

Outro, mostrando um migrante atrás de uma cerca de metal, adverte que “novas medidas tornarão mais difícil para você chegar e permanecer no Reino Unido”.

Um porta-voz do Home Office explicou que “quadrilhas criminosas maléficas estão colocando lucro nas pessoas facilitando travessias perigosas e ilegais de pequenas embarcações. Temos o dever de alertar as pessoas sobre os riscos dessas viagens e expor as mentiras que são vendidas a pessoas vulneráveis por contrabandistas desumanos.

“É essencial que as pessoas tenham informações precisas ao considerar tentativas potencialmente mortais de atravessar o Canal e saibam que existem alternativas seguras”. A mensagem da campanha é clara: não coloque sua vida nas mãos de criminosos perigosos”.

Enver Solomon, chefe executivo do Conselho de Refugiados, disse: “É extremamente preocupante ouvir que tantos dos que cruzam o Canal da Mancha no momento são mulheres e crianças.

“Ninguém arrisca sua própria vida ou a de sua família, a menos que esteja fugindo de perigos mais agudos do que aqueles que enfrentam nestas viagens perigosas. É hora de nosso governo começar a ter uma conversa adulta com a França e a UE sobre a partilha de responsabilidades.

Leia também:

One thought on “Número recorde de crianças a fazer a perigosa travessia do Canal da Mancha

  1. Mohamed estava entre as pelo menos 29 pessoas que partiram da costa da Franca por volta das (hora local) ha uma semana. Os outros ocupantes eram desconhecidos para ele – simplesmente mais pessoas dispostas a arriscar a perigosa travessia do Canal da Mancha para chegar ao Reino Unido, uma jornada feita por mais de 25 mil migrantes apenas neste ano.
    [url=https://en.nature-via.com]Health blog[/url]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.