Personagens de 2021

Uma lista com 12 pessoas da comunidade que ganharam as páginas do jornal este ano

Em um ano difícil, pessoas com atitude e perseverança se sobressaem. Como o principal veículo de comunicação da comunidade falante de português no Reino Unido, o Notícias em Português tem como uma das metas apresentar e conectar personagens. Exibir histórias de expatriados e divulgar talentos nas mais diversas áreas fazem parte do trabalho.

Não são poucos os nomes que merecem as páginas do jornal. A seguir, 12 pessoas que tiveram destaque em 2021. São histórias de superação e força de vontade, que certamente servirão de exemplo.

Mariana Potts

Nascida em São Paulo e residente no Reino Unido há 24 anos, a executiva da área de seguros Mariana Potts tem uma pronúncia perfeita do inglês britânico. Ela não é professora, mas o seu Instagram (@dicasdeinglesmarianapotts) virou passagem obrigatória para quem quer aprender ou quem já domina o idioma, mas quer aprimorar a pronúncia e entender mais das expressões locais. “Acho lindo o RP, o Received Pronunciation britânico. Eu amo porque os sons são suaves, nenhum som é carregado demais. Soa gentil e educado”, diz.

Fazer vídeos com dicas de inglês foi uma ideia que Mariana teve em um momento delicado de sua vida. “Foi em 2019 depois de um longo tratamento contra o câncer de mama”, conta.

Vic Diamente

Antes de assumir o cargo de gerente de serviços latino-americanos da NAZ, instituição de saúde sexual sem fins lucrativos com atuação em Londres, Victor Diamente fez parte do time de gerenciamento do estudo clínico do PrEP (pre-exposure prophylaxis) que, quando tomado regularmente, impede que uma pessoa contraia HIV caso seja exposta ao vírus.

Victor chegou em Londres com apenas 17 anos, quando deixou a casa da família no Brasil. A paixão pela comunidade LGBTQ+ e o orgulho de sua descendência latino-americana são ingredientes de sua outra persona, Vic Diamente, uma drag queen que compartilha dicas de saúde sexual e opiniões politizadas em sua conta do Instagram (@vicdiamente).

“A drag surgiu há três anos, mas a minha experiência com roupas femininas, saltos e maquiagem começou muito antes, desde criança mesmo”, explica. “Não penso a drag como uma personagem, mas como uma extensão da minha personalidade.”

Rafael Vieira

O AEK London FC é o único time brasileiro em atividade com registro na Federação Inglesa e foi fundado por Rafael Vieira, o Rafinha.

A história do AEK tem um início despretensioso. Rafinha e outros jogadores de futebol atuavam em um outro time de brasileiros em Londres, atualmente fora de atividade. Foi quando houve um desentendimento com a direção daquele clube e eles saíram.

O nome do time é uma homenagem ao clube grego AEK, onde o craque brasileiro Rivaldo atuou. Todos os 20 jogadores e membros da comissão técnica do AEK London têm outras profissões e empregos. No grupo há motoboys, personal trainer, empresário, corretor de imóveis. Trabalham durante o dia, treinam à noite e, nos fins de semana, jogam com a camisa do AEK.

Daniel Monteiro

Daniel Monteiro é bailarino, músico e cantor. De março de 2016 até o início da pandemia, em 2020, ele integrava o elenco fixo do espetáculo Rei Leão, em Londres, tendo interpretado inúmeras vezes o personagem principal.

A pandemia silenciou West End, o teatro profissional tradicionalmente encenado em Londres, mas Daniel está de volta, não exatamente aos palcos, mas aos sets de filmagem, em uma produção inglesa que deve ser lançada daqui a um ano. “Não posso dizer muito sobre o projeto, mas faço tudo nesse filme: canto, danço e interpreto”, diz.

Ederson Tomasoni

Ederson Tomasoni é o fundador da Las Americas, liga de futebol amador formada basicamente por brasileiros. Criada pouco antes da pandemia, em setembro de 2019, a Las Americas é chancela de quatro ligas, reúne quase 800 jogadores em 21 times.

“Calculo que 90% dos jogadores sejam brasileiros e o restante, sul-americanos”, diz Ederson.

Os jogos são aos sábados, entre 15h e 22h, e acontecem sempre na Bridgestone Arena, NW10 8LW, com entrada gratuita. O website do grupo traz informações sobre placar, jogadores de destaque e ficha de todos os times. Já no canal de YouTube da Las Americas, são divulgados os melhores gols do fim de semana.

Em 2019, dez times participaram da Las Americas Leagues. Em 2020, foram 14. Em 2021, já são 21 equipes e seis estão na lista de espera.

Tiago Di Mauro

Produtor, curador e nome forte no mercado cinematográfico inglês, Tiago Di Mauro vive em Londres há 16 anos. Formado em cinema e vídeo pela FTC da Bahia, com mestrado em Film Curating pela London Film School e mestrado em direção pela MET Film School, Tiago se prepara para filmar seu primeiro longa.

Na pandemia estive muito ocupado. Ganhei o último edital da Ancine, em 2019. Recebi uma verba para desenvolvimento do projeto e tinha que escrever. O meu prazo final era 13 de agosto de 2020. Passado isso, decidi me inscrever em um mestrado em tempo integral na MET Film School e não só fui aprovado, como me foi oferecida uma bolsa. Então, todo esse tempo tem sido intenso.”

Fernanda Souza

Fernanda de Souza foi uma das quatro finalistas (pela segunda vez) do prêmio UK Nanny of the Year 2021, criado pela famosa babá inglesa Helen McCarthy. Fernanda é babá profissional, com registro no Ofsted – departamento do governo do Reino Unido responsável por inspecionar uma série de instituições educacionais.

Em 2019, foi lançado o primeiro concurso UK Nanny of the Year. As nomeações foram abertas. Qualquer pessoa que conhecia o trabalho da babá podia nomear uma nanny, menos parentes. “A gente vem como imigrante e luta muito para conquistar nosso espeço”, diz Fernanda que não ganhou o primeiro lugar, mas sabe o tamanho da conquista.

Gilson Guimarães

Gilson Guimarães é um velho conhecido da comunidade brasileira em UK, principalmente pelo incrível trabalho que ele faz como trustee da Fraternidade sem Fronteiras. Trata-se de uma organização de ajuda humanitária, com atuação no Brasil e na África, e que tem tido presença cada vez mais forte em Londres, pela representação local Fraternity without Borders UK.

A princípio e majoritariamente, a ONG financia programas sociais em Moçambique. A ONG mantém o projeto Shelter Mozambique, proporcionando um lar para várias crianças e idosos.

Gilson explica: “São 30 centros de atendimento locais que oferecem abrigo a 12 mil crianças e 570 idosos. Trata-se de uma estrutura simples com uma cozinha coberta, duas ou três salas de aula e armazéns onde guardamos comida.”

Ligado à Fraternity without Borders UK desde 2014, Gilson conta com ajuda de outros quatro representantes legais na Inglaterra, onde a organização está registrada como charity desde 2017.

Wellington Ros

Wellington Ros tem 40 anos e há pelo menos vinte anos desafia o trânsito londrino sobre duas rodas. “Eu já vivi os dois lados da vida de motoboy em Londres. Já estive ilegal, vivenciando uma loteria todos os dias, saindo de manhã sem saber se voltaria para casa, e depois a vida de documentado, nem seguro da moto deixo faltar e assim é muito mais tranquilo”, diz o paranaense conhecido como Zureia (no Instagram @zureiauk).

Não há números oficiais capazes de dimensionar o tamanho do mercado de couriers (motoboys) em Londres, mas é visível nas ruas que esta é uma profissão em plena expansão na capital britânica.

Entre os entregadores que se transportam em moto, os brasileiros são maioria. “Mas, principalmente depois da pandemia, aumentou o número de indianos, poloneses e ingleses também”, diz Zureia.

Nuria Cardoso

A portuguesa Nuria Cardoso, 29 anos, imigrou para a Inglaterra com os pais quando tinha apenas nove. A família de casal e três filhos veio de Albufeira, sul de Portugal, onde os pais sempre atuaram junto ao setor turístico, principalmente no negócio de cafés e restaurantes.

“Mas a crise afetou muito o turismo em Portugal e então vimos cinco a seis meses de movimento de verão cair para três meses”, conta a hoje oficial da polícia metropolitana de Londres.

Sim, a trajetória de Nuria de criança imigrante à representante da lei na Inglaterra é uma história bonita, ainda mais com uma passagem dessas: antes de entrar para a polícia, ela foi Miss Portugal UK e dona (e patrocinadora) de uma charity shop que também tinha atuação social na comunidade.

Israel Cassol

Israel Cassol, o influencer brasileiro que ficou conhecido na imprensa britânica como o “Birkin boy”, por ser dono da maior coleção de bolsas Birkin na Europa, agora ergue uma outra bandeira. “Quero ser o embaixador da andropausa”, diz referindo-se aos sintomas causados pela redução na produção do hormônio testosterona.

“Fui diagnosticado há um ano e fiquei surpreso”, conta Israel, 40 anos. Com mais de 500 mil seguidores nas redes sociais, ele postou sobre seu drama e ganhou as páginas da mídia inglesa. Foi destaque do Daily Mail e em jornais da Alemanha, França e Estados Unidos.

“Nunca quis ser um influenciador apenas de life style”, conta. “Por isso decidi falar sobre um tema que ainda é tão tabu. Depois da minha postagem, recebi mensagens de pessoas que estavam passando pelo mesmo que eu, mas nem imaginavam que podia ser andropausa.”

Mario dos Santos

Mario dos Santos nasceu no interior de Goiás, em Itaberaí, mas cresceu em Goiânia. “Mudei para a capital com um ano e meio e cresci lá”, conta o hoje oficial da polícia de Londres, no Instagram (perfil privado) @brasileiro_na_policia_gringa.

Desde que entrou para a Met Police, em 2016, Mario viveu várias situações-limite, quando precisou paciência para lidar com a ocorrência, habilidade que considera essencial para a profissão.

“Teve uma vez que o vizinho ligou para polícia pois não via a senhora que morava do lado há alguns dias. Eu arrombei a porta e ela estava no chão. Disse que estava lá há alguns dias, estava desidratada e bem magra. Chorou muito e agradeceu demais”, relembra.

Em outra situação, ele precisou atender uma pessoa que foi esfaqueada e ainda estava com a faca no pescoço. “Fui conversando para ele se manter lúcido enquanto aplicava os primeiros socorros até a chegada da ambulância”, conta Mario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.