Campanha por melhor desempenho escolar de portugueses

“A Nossa Educação, O Nosso Futuro”, campanha para melhorar o  aproveitamento escolar das crianças de língua portuguesa de Lambeth, publicou um livreto dirigido aos pais. A cartilha de oito páginas tem como título “Como ajudar as nossas crianças a progredir” e traz informações importantes sobre como se envolver na educação dos miúdos.

A campanha é uma resposta da comunidade a uma preocupação crescente: o desempenho escolar de descendentes de portugueses em Londres. “Por que os alunos portugueses têm um desempenho tão baixo nas escolas de Lambeth?” foi, inclusive, tema do seminário promovido pelo grupo Migrantes Unidos no ano passado.

O baixo desempenho de crianças portuguesas nas escolas de Lambeth, os conferencistas apontaram, tem origem na pobreza, na falta de envolvimento ou de conhecimento acadêmico dos pais, na barreira linguística e na ausência de um currículo escolar mais adaptado à comunidade multicultural.

No encontro ocorrido virtualmente em novembro,  o professor Feyisa Demie, de Durham University, fez uma ajudou a audiência a entender as raízes do problema, ao apresentar informações do censo escolar de 2019. Um dos dados mais alarmantes é de que 89% das crianças portuguesas ou descendentes de portugueses matriculados em escolas do bairro londrino à época da pesquisa não eram fluentes em inglês.

“Mas uma vez que aprendem o idioma, as crianças portuguesas se saem melhor do que as de qualquer outra nacionalidade”, diz Feyisa Demie.

A partir da esq.: Cristina Pucarinho, cônsul de Portugal em Londres; o vereador Diogo Costa; Regina Duarte, diretora do Instituto Camões; Álvaro de Miranda, presidente de “A Nossa Educação, O Nosso Futuro” e Natália Oliveira, deputada da Assembleia da República pela emigração na Europa

“A Nossa Educação, O Nosso Futuro” foi lançada por um grupo de emigrantes portugueses, entre os quais se encontram ex-alunos em Lambeth, profissionais da educação e ativistas da comunidade, preocupados pelo facto que resultados de investigação sobre o aproveitamento educacional de crianças de várias origens em Lambeth demonstrarem que desde há muitos anos os filhos de emigrantes lusófonos tinham o pior aproveitamento de todos. Para ajudar a melhorar o aproveitamento das crianças “A Nossa Educação, O Nosso Futuro” visa  promover a participação dos pais na educação dos filhos.

Em “Como ajudar as nossas crianças a progredir”, há dicas de como os pais podem ajudar a manter os filhos entusiasmados e otimistas com o aprendizado. Esclarece alguns pontos importantes, como a importância da leitura mesmo que na língua materna.

Dia de Portugal

Uma delegação de “A Nossa Educação, O Nosso Futuro” esteve presente na celebração do Dia de Portugal que se realizou em Londres por iniciativa da Embaixada no passado dia 10 de junho.

À comemoração do Dia de Portugal deste ano acorreram várias centenas de emigrantes portugueses no Reino Unido convidados pelo novo embaixador de Portugal, Nuno Brito. Além da presença do Presidente da República, a cerimónia contou com a participação de membros do governo português.

Fernanda Correia Sefzick, de “A Nossa Educação, O Nosso Futuro”, com o presidente Marcelo Rebelo de Sousa

O ministro dos Negócios Estrangeiros João Gomes Cravinho representou o Primeiro-Ministro António Costa. Participaram também Paulo Cafôfo, Secretário de Estado das Comunidades e os deputados pela emigração na Europa Natália Oliveira e Paulo Pisco.

A cartilha está disponível em duas versões: português e inglês. Para receber uma cópia impressa, peça pelo e-mail info@oureducationourfuture.org.uk. Oi no Facebook: /Our-Education-Our-Future/.

Paulo Cafôfo, Secretário de Estado das Comunidades, com Diogo Costa e Fernanda Correia Selfzick

Como pode ajudar o seu filho

Na leitura

Tenha livros em casa que seus filhos possam ler, e disponha-se a ler para eles, ou com eles, em português ou em inglês.

Ler por prazer é provavelmente o fator mais determinante para o sucesso escolar de uma criança.

Na escrita

Encoraje o seu filho a pensar em algo de que goste e a escrever um poema ou letra de música sobre isso

– Ou a escrever uma carta a um amigo

– Ou um e-mail a uma companhia, uma organização de solidariedade social, um programa de televisão.

A leitura e a escrita devem andar de mãos dadas. Ajude o seu filho, e mesmo que não domine o inglês, faça-o em português. Tudo o ajudará a melhorar.

Na matemática

Todos nós usamos a matemática em todos os aspetos de nossas vidas, no trabalho e em atividades quotidianas, práticas em casa e fora dela. Para fazer melhores escolhas na vida, todos precisamos da matemática.

Contar, somar, multiplicar – Use situações quotidianas para ajudar os seus filhos a aprender.

Trecho da cartilha “Como ajudar as nossas crianças a progredir”, parte da campanha “A Nossa Educação, O Nosso Futuro”

Leia ainda:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.