Plano B do governo segue com testes em massa para trabalhadores essenciais

O primeiro-ministro Boris Johnson actualizou o público sobre as acções em curso para combater a COVID-19 e evitar que o NHS seja sobrecarregado, incluindo a implementação de medidas do Plano B, a criação de hospitais Nightingales locais para criar capacidade extra, a compra de mais antivirais por pessoa do que em qualquer outro lugar na Europa, o aumento significativo da capacidade de testes e a implementação do programa de reforço vital.

Boris saudou o sucesso da campanha “Get Boosted Now” na entrega de 10 milhões de doses extra de vacinas em todo o Reino Unido e na duplicação da taxa de vacinação de 450.000 doses por dia para um pico de mais de 900.000.

Descrevendo a protecção significativa oferecida pelo reforço, o primeiro-ministro reiterou o seu apelo para que cada pessoa elegível recebesse o seu reforço – com 2 milhões de nomeações disponíveis apenas esta semana.

Na sua declaração, Boris reconheceu os problemas da força de trabalho causados pela propagação da Omicron e estabeleceu outras medidas que o governo está a tomar.

Trabalhadores essenciais

Anunciou que o governo irá fornecer a 100.000 trabalhadores críticos em Inglaterra testes de fluxo lateral gratuito para ajudar a manter em funcionamento serviços essenciais e cadeias de fornecimento.

Os trabalhadores críticos poderão fazer um teste em cada dia de trabalho e a provisão de testes de precaução será durante uma primeira quinzena. Isto ajudará a isolar os casos assintomáticos e a limitar o risco de surtos nos locais de trabalho, reduzindo a transmissão enquanto as infecções permanecem elevadas.

Estes trabalhadores críticos são aqueles que trabalham em serviços essenciais, não podem trabalhar a partir de casa e estão em risco de se infectarem uns aos outros – por exemplo, devido ao trabalho conjunto num espaço fechado.

Inclui aqueles que trabalham em infra-estruturas nacionais críticas, segurança nacional, transporte e distribuição e processamento de alimentos. Também funções vitais nas salas de controlo da Força de Fronteira, Polícia e Serviços de Bombeiros e Salvamento, produção de electricidade, armazéns de kits de teste e laboratórios de testes de emergência.

A gama completa de trabalhadores críticos identificada pelos departamentos do governo será contactada por estas organizações directamente sobre a logística do esquema esta semana.

O lançamento do programa de testes em massa será na segunda-feira (10/01).

Atualmente, o governo distribui cerca de 600.000 pacotes de 7 testes em gov.uk directamente para lares de idosos todos os dias (mais de 50% mais do que na semana passada).

Fonte: Gov.uk

Imagem: Unsplash

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.